Concreto
Concreto é um espetáculo de dança que une dois estilos: Break e Dança Contemporânea, a fim de trazer elementos de ligação entre esses dois movimentos artísticos e explorar questões políticas, sociais e cotidianas tão comuns a essas duas abordagens da dança. Para isso, toma como mote as músicas e os poemas concretistas de Arnaldo Antunes que narram a realidade social, sentimental e mental do ser humano. O ritmo e a desconstrução das músicas-poemas de Antunes serão fios condutores
Dança Que Não Se Vê
A proposta cênica do espetáculo trata do uso de recursos cênicos para camuflar o corpo no palco, invertendo a lógica tradicional no uso de iluminação e cenário. Ao mesmo tempo, envolve o agrupamento de dois eventos corriqueiros na cena brasileira de dança contemporânea: o espetáculo em si e uma conversa, mas que se alternam ao longo da apresentação, possibilitando ao espectador se localizar minimamente na proposta oferecida.